domingo, 18 de novembro de 2018

Esvai


Nada sou eu
Tudo o que sei
Pouco sabia
Até que um dia
Dei-me conta
De que Azul
Branco
E céu.
São nada no mar.
De uma vida
Que se esvai.

Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

Sem significado


Às vezes me pego assim: sem ter o que escrever. Vazio branco dos espaços de bit e bites a preencher. E nada me vem. Tudo me foge. Como se a existência estivesse sem significado. E me perco em mim. Nos outros. No mundo. Assim como me acho. De fato. Sem saber o que achar. Olho ao horizonte. Vejo o mar, o céu. E, talvez, encontre o que olhar. Azul. Branco. Cores de um arco-íris imaginário. Lendário. Tudo o que há em mim é nada de o quê sei do mundo. Medo de me olhar e não me vê. Não me vejo!

Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

sábado, 17 de novembro de 2018

Loucura


Quando você não é normal
Faz pose de intelectual
Embora seja nada ou pouco
Com esta cara de meio louco.
Depois que falta a sanidade
Ainda sobra a intelectualidade
Gênios confundem as pessoas
Nem todas as ideias são boas.
Ainda assim se faz verdade
A falta de honestidade
De quem, nas mídias sociais
Não demonstra sinais vitais.
Talvez seja uma loucura
Esta falta de ternura
Externemos nossas visões
Com importantes lições.

Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.