sexta-feira, 17 de novembro de 2017

As universidades públicas estão na UTI

Há tempos, se não me engano, desde 2012, alerto, aqui neste espaço, para os movimentos sorrateiros que transformariam as universidades públicas brasileiras em Organizações Sociais (OSs). Lembro-me muito bem, inclusive, que ao divulgar o concurso para Professora de Carreira do Magistério Superior da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), seria, talvez, o último concurso público para as universidades brasileiras. Sem muito alarde, o governo golpista de Michel Temer (PMDB) prepara a tacada final, que, sejamos honestos, começou com Fernando Henrique Cardoso e não foi estancada em nenhum dos governos do PT, apesar da expansão. Abertamente, o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) da era Lula, Jorge Guimarães, defendeu a mudança. Pois bem, a Lei da Inovação, se bem examinada, conjuntamente com a terceirização total das atividades, era o que faltava. Reafirmo: a Empresa Brasileira de Serviços Educacionais (EBSEd) deve aparecer em breve. Aguardem!


Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Aprender só se aprende errando

Tenho uma curiosidade ainda não satisfeita até hoje, há quase 30 anos de exercício do magistério: o erro, internamente, é por nós, condenado. Como se o erro fosse passível de avaliação negativa sempre. Ao contrário, do ponto de vista do processo de aquisição de conhecimentos, o erro é fundamental. Porque de erro em erro, acumula-se conhecimento. Com isso, se pode chegar ao acerto. Erros, portanto, em Educação, devem ser vistos como caminhos para o acerto. Logo, didaticamente, são fundamentais. No processo de avaliação, muito provavelmente, devemos dar novo peso ao erro. Quem sabe, não vos punir com tanta veemência. É um caminho para que o processo seja valorizado mais que os erros cometidos ao longo dele.


Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

A pregação ecumênica de Dilma

Será uma aula de democracia ou uma esperteza? Difícil de se concluir, mas, a pregação ecumênica de Dilma Rousseff (PT) dando conta de que devemos, nós, os brasileiros e brasileiras, perdoar os reacionários verde-amarelos CBF que bateram panelas e foram às ruas pedir a saída dela é de uma grandeza de espírito pouco vista. É o tipo de postura que deixa dúvidas porque vem, só agora, quando o Partido dos Trabalhadores (PT) já começa a alinhavar alianças justamente com o PMDB, comandante do Golpe. De qualquer forma, só há um jeito de o Brasil retomar, digamos, a vida saudável como nação: é cada um de nós entender que somos humanos e erramos. Por outro lado, reconhecer o erro é fundamental para que se avance na própria humanidade.


Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.