quinta-feira, 21 de março de 2019

Espelho


Quando uma universidade
Não consegue se ver
Nem se olhar “Além do espelho”
Não sobrevive nem Conselho.
Estamos dominados
Pelos complexos
De Édipo
Electra
E pelo narcisimo
Auto-aulicismo
Que nos leva a ser própria imagem de nós.

Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

Dificuldades de se olhar no espelho


A postagem de ontem denominada “O ovo da serpente na selva-de-pedra”, que tratava da retirada do processo de criação das a Universidade Federal do Médio e Baixo Amazonas e a Universidade Federal do Médio e Alto Solimões, e dos derrotados na consulta da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), que, por perderem, resolveram questionar a legalidade do processo provocou reações das mais variadas entre colegas professores. E revelaram-me uma coisa: professores e professoras das universidades brasileiras possuem dificuldades enormes de se olharem no espelho. Talvez, por se considerarem, ou por considerar, a universidade brasileira o berço do “esquerdismo”. Oras, é fácil e historicamente comprovado, que, no mundo, as universidades sempre foram a chocadeira da direita. O pensamento de esquerda não é a regra. Ao contrário, sempre foi a minoria. Em alguns momentos da história, ganhou destaque porque os ditos “partidos de esquerda”, dentre eles o PC do B, utilizaram como estratégia política “dominar” as posições de comando entre estudantes, técnicos e professores. Desde então, ficou parecendo que a universidade brasileira era dominada pela esquerda. Ledo engano, somos sim a serpente chocadeira da direita e temos de admitir isso. Caso não, os avanços conquistados ao longo dos anos serão retirados nos moldes da Reforma da Previdência.

Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

quarta-feira, 20 de março de 2019

Meritocracia


A meritocracia é a serpente
Que chocou o ovo
Do pensamento elitista e privatista
Hoje predominante no MEC.
E esta visão foi gestada
Nos laboratórios dos meritocratas
Das universidades públicas federais
Que concordam que as universidades
Devem mesmo ser para poucos!
A serpente neoliberal de extrema-direita
Tem raiz norte-americana
Mas, foi gestada nos serpentários
Meritocráticos ao nosso lado: e nem percebemos!

Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.